Título de Especialista em Medicina de Tráfego

O Título de especialista é conferido pela AMB/ABRAMET, entregue diretamente ao médico pela Federada da AMB em seu Estado no prazo de 120 dias após o pagamento do boleto para a confecção.

Para atuação em Medicina de Tráfego é necessário o Título de Especialista em Medicina de Tráfego pois todos os DETRANs do país somente credenciam através da titulação, que é exigida pela Resolução 425 de novembro de 2012 do CONTRAN. Para acessar à prova de Título de Especialista há duas formas: 1) Residência médica em Medicina de Tráfego com duração de 2 anos  OU 2) Curso de Treinamento em Medicina de Tráfego em entidade previamente reconhecida pela ABRAMET ( também com duração de 2 anos, mas que podem ter redução de prazo por aproveitamento de especialidade que a senhora já tenha, caso seja compatível ...

Esse é um conteúdo exclusivo

Conteúdo para médicos associados

Esse conteúdo é restrito para médicos associados da ABRAMET. Se você já é sócio, clique aqui e faça o login usando seu CPF e sua senha pessoal de acesso.

Se você ainda não é sócio, escolha um dos planos abaixo e associe-se agora mesmo.
  • PROFISSIONAL

    O Médico Associado da ABRAMET obtem descontos exclusivos em diversos parceiros do clube de benefícios, descontos em Congressos/Eventos, cursos online gratuítos (EAD), publicações científicas (Revistas/Atlas), descontos em livros entre outros.
O que é a ABRAMET e por que ela é importante

Uma das especialidades de maior expansão no Brasil, a Medicina de Tráfego atua de forma efetiva e direta na prevenção de acidentes com vítimas fatais e sequelas e no fortalecimento de políticas públicas destinadas a reverter os indicadores que tornam o trânsito umas das principais causas de morte no País.

A Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet) é o braço técnico-institucional dessa especialidade médica, que, de um lado, concentra sua atuação na produção de conhecimento técnico e científico sobre os muitos temas associados à interface da saúde com o trânsito; contribuindo para a formação, a qualificação e a atualização permanentes do médico.

De outro, é porta-voz da agenda institucional da especialidade, atuando diretamente no debate e na formulação de ações e políticas públicas de saúde, em diálogo permanente com outras entidades da área médica, da saúde e o poder público, notadamente o Executivo e Legislativo federais.

Compartilhar essa página com amigos: